segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Caipira da Roça X Ignorante da Cidade

Caipira da Roça X Ignorante da Cidade

O caipira conhece como as coisas funcionam no campo mas ele não foi
educado pelos moldes culturais da cidade.

O ignorante da Cidade foi educado por um processo educacional e pensa
que quem dá comida é o supermercado.

Uma vez levei a minha noiva que nunca tinha conhecido um pé de cebolinha
para passar o natal no Paraná na roça onde eu nasci. A gaúcha prendada
que sempre morou em apartamento foi fazer amizade logo com o cabritinho
da ceia de Natal.

Na roça quase tudo que se move pode um dia virar comida!

Quando chegou a hora tive que pendurar o bichinho de ponta cabeça,
cortar a garganta, tirar a pele, destripar, e fazer aquela comida linda
e deliciosa que vemos nas ceias de Natal.

Lá estava o melhor amigo dela também participando da Ceia de Natal, como
um apetitoso cabritinho que ficou somente os ossos.

A amizade com a comida quase me custou o fim de casamento.

Ninguém gosta de agrotóxicos. Nem o agricultor, pois além de custar
caro, também coloca em risco suas vidas. Se pudesse produzir sem usar
adubo químico os agricultores fariam com bom gosto.

A Frutificação Pública vai ajudar a atenuar um pouco este dilema entre
produção e consumo de produtos agrícolas.

Eu fiz um vídeo sobre a Frutificação Pública que está em aberto para
discussão, comentário, sugestões, etc.

<http://revver.com/watch/529604> http://revvercom/watch/529604


<http://www.youtube.com/watch?v=lKW18z22OpY>
http://www.youtube.com/watch?v=lKW18z22OpY


<http://videolog.uol.com.br/video?287990>
http://videolog.uol.com.br/video?287990



<http://www.metacafe.com/watch/979064/133_tubarc_a_frutifica_o_p_blica/>
http://www.metacafe.com/watch/979064/133_tubarc_a_frutifica_o_p_blica/


Feliz Natal e um Ano Novo Frutificante a todos.


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: el_silva@uol.com.br
http://frutificacaopublica.blogspot.com/



-----Mensagem original-----
De: ea-parana@yahoogrupos.com.br [mailto:ea-parana@yahoogrupos.com.br]
Em nome de DALILLAH
Enviada em: Monday, December 17, 2007 7:26 AM
Para: ea-parana@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: [ea-parana] Capacitação em Agroecologia

Adorei a idéia do "ensino orgânico".
Eu tive uma disciplina durante meu curso na Faculdade. E hoje, creio
que com certeza dá certo, Por isso, defendo tanto os "matinhos" (resto
de folhagem) como adubo natural e NADA de agrotóxicos.
Funciona sim.
E pelo menos no interior do Paraná já há muitos produtores orgânicos.
O único grande problema é a "parceira" de órgãos municipais e
estaduais para produção. A maioria acha caro e dizem não dar futuro.
Fazer o quê?!
Mas adorei a idéia!



__________________________________
Dalillah Garcia de Oliveira
Tecnóloga Ambiental
CREA/PR Nº. 91663-D
(44) 9105-8557 (41)9174-2110

A FrutificaçãoPública

Caros colegas,

A Frutificação Pública nasce de uma idéia simples como plantar árvores
frutíferas em áreas públicas e transformar o Brasil num grande Pomar
Tropical combatendo o maior inimigo do desenvolvimento humano, a
obesidade e também resgatando o nosso desgastado equilíbrio com a
natureza e valores sociais de convivência comunitária.

O país mais rico do mundo está um terço obeso e dois terços com excesso
de peso em situação critica piorando cada vez mais. O resto do mundo
está seguindo atrás e até os franceses já sentem o efeito da
transformação do mundo mesmo sendo imune às idéias americanas.

Por que isto acontece?

É mais fácil dar comida para os famintos do que produzir comida em
abundância e educar para a alimentação moderada. É muito difícil
convencer as pessoas a comerem menos quando a comida é tão farta.

É mais fácil inventar novas máquinas do que inventar maneiras de
convencer o homem a continuar trabalhando os músculos para necessidade
fisiológicas:

http://revver.com/watch/353186


Está previsto na imprensa internacional que por volta de 2030 no ritmo
que estamos indo o mundo estará metade da população obesa.

Soluções:

- Convencer os paisagistas que as fruteiras em áreas públicas ajudam a
combater a obesidade endêmica resgatando melhores hábitos alimentares e
incentivar as crianças a subirem em árvores também como atividade
física;
- Convencer os Educadores Ambientais que a obesidade humana é mais um
problema de meio ambiente do que da medicina. As pessoas não precisam
ficar gordas e não vão ficar se comerem muitas frutas;
- Convencer os Educadores Ambientais sobre a importância do resgate da
valorização da coisa pública;
- Frutificar cada vez mais porque o Brasil vem frutificando há muito
tempo;
<http://frutificacaopublica.blogspot.com/search/label/Mandamentos>
http://frutificacaopublica.blogspot.com/search/label/Mandamentos

<http://frutificacaopublica.blogspot.com/>
http://frutificacaopublica.blogspot.com/

Eu fiz um vídeo de abertura da Frutificação Pública que está em aberto
para discussões:

<http://revver.com/watch/529604> http://revvercom/watch/529604

<http://www.youtube.com/watch?v=lKW18z22OpY>
http://www.youtube.com/watch?v=lKW18z22OpY

<http://videolog.uol.com.br/video?287990>
http://videolog.uol.com.br/video?287990



<http://www.metacafe.com/watch/979064/133_tubarc_a_frutifica_o_p_blica/>
http://www.metacafe.com/watch/979064/133_tubarc_a_frutifica_o_p_blica/


Há muitos locais no Brasil frutificando com toda a força:

BH Pomar
http://www.amda.org.br/base/sp-nw?nid=813
Botucatu – Pomares Comunitários:
http://www.revistaqg.com.br/?a=4
<http://www.revistaqg.com.br/?a=4&t=248> &t=248
Oswaldo Cruz – Pomar Social
http://osvaldocruz.sp.gov.br/not_061006_02.html
Araçatuba – Clube da Árvore

http://www.folhadaregiao.com.br/noticia?55348
<http://www.folhadaregiao.com.br/noticia?55348&PHPSESSID=2f1ef7915731d8f
dcf74034ae0925968> &PHPSESSID=2f1ef7915731d8fdcf74034ae0925968
Dourados – Mangueiras tomar lugar das ornamentais

http://www.folhadedourados.com.br/view.php?cod=5973
Rio Claro – Olhares e Paladares

http://jornalcidade.uol.com.br/site/paginas.php?id=18247
Campinas – Sobremesa no Pé

http://www.cpopular.com.br/metropole/conteudo/mostra_noticia.asp?noticia
=1459430
<http://www.cpopular.com.br/metropole/conteudo/mostra_noticia.asp?notici
a=1459430&area=2230&authent=16F8ECCDB1421217CAEDFFB0701325>
&area=2230&authent=16F8ECCDB1421217CAEDFFB0701325
Uberaba – Um bebê uma árvore

http://www.jmonline.com.br/?colunas,4642
Uberlândia – 50.000 árvores

http://www.netzap.com.br/new/noticia.asp?noticia=%7B1F25F769-8839-4C32-8
0FD-586BE13CF2F2%7D
etc.

Estou colecionando muitos links de artigos em textos e vídeos sobre os
locais que mais avançam diante deste tema que se desenvolve cada vez
mais.

Muitos já estão frutificando sem saber a importância que isto representa
no equilíbrio com a natureza. Elas precisam ser encorajadas ainda mais e
outros aderirem à mesma idéia colhendo os resultados positivos tão
amplos em nosso país.

O Brasil poderá ser o líder mundial no combate a obesidade iniciando um
grande Pomar Global.

Feliz Natal e um Ano Novo Frutificante

Elson

Técnico Agrícola, Cândido Mota, SP, 1975
Zootecnista, UEM, Maringá, PR, 1981
Mestre em Nutrição Animal, UFRGS, Porto Alegre,1984
PhD Soil Science, Pennsylvania State Univ. EUA, 1996.
Pesquisador da Embrapa 1985-1998.
Cientista e inventor; Tubarc Technologies, LLC
<http://patft1.uspto.gov/netacgi/nph-Parser?Sect1=PTO1&Sect2=HITOFF&d=PA
LL&p=1&u=/netahtml/PTO/srchnum.htm&r=1&f=G&l=50&s1=6766817.PN.&OS=PN/676
6817&RS=PN/6766817> 6,766.817,
<http://patft.uspto.gov/netacgi/nph-Parser?Sect1=PTO2&Sect2=HITOFF&p=1&u
=/netahtml/PTO/search-bool.html&r=3&f=G&l=50&co1=AND&d=PTXT&s1=Tubarc&OS
=Tubarc&RS=Tubarc> 6,918,404,
<http://patft.uspto.gov/netacgi/nph-Parser?Sect1=PTO2&Sect2=HITOFF&p=1&u
=/netahtml/PTO/search-bool.html&r=2&f=G&l=50&co1=AND&d=PTXT&s1=Tubarc&OS
=Tubarc&RS=Tubarc> 7,066,586


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: el_silva@uol.com.br
http://frutificacaopublica.blogspot.com/

domingo, 16 de dezembro de 2007

VÍDEOS

1 - VÍDEO - http://www.youtube.com/watch?v=lKW18z22OpY
O plantio de árvores frutíferas em áreas públicas ajuda na valorização da coisa pública e do resgate do homem em equilíbrio com a natureza promovendo melhores hábitos alimentares e combate a obesidade endêmica. Adicionado em: 15 de dezembro de 2007 por Elson Silva
Categoria: Educação - Palavras-chave: Tubarc frutas frutifera árvore obesidade saúde ambiente harmonia solidariedade compartilhar preservar


quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Cuidando da Natureza / Frutificando com as novas gerações

Serrano,

O mundo melhoraria muito se cada um cuidasse da sua própria natureza.

As balas perdidas iriam reduzir por causa da redução do consumo de
drogas. As fatalidades nas estradas iriam reduzir porque as pessoas não
iriam mais dirigir embriagadas. E assim sucessivamente melhorando um
estilo de vida que precisa ser melhorado para todos.

Nós estamos devastando a Amazônia, mas ao mesmo tempo estamos devastando
os nossos corpos com a obesidade epidêmica crescente no mundo.

O soja produzida na Amazônia sustenta um sistema de produção de
alimentos de confinamento para frangos, ovos, porco, gado, leite, etc.

Acho que quem destrói a Amazônia é a nossa própria ignorância que também
colhe os resultados à medida que alimentamos um sistema onde os corpos
ficarem flácidos e obesos consumindo os alimentos altos em proteína
animal oriunda dos confinamentos que precisam de soja da Amazônia.


Falando em Frutificação Pública, as pessoas que comem frutas produzidas
na área pública não estão ajudando a devastação da Amazônia e ainda
ajudam a aliviar os sistemas de produção de alimento no campo.

Acredito que acabei de fazer o diagnóstico sobre a situação da
Frutificação Pública no Brasil e não deverei ter mais documentos para te
mandar a não ser alguns esporádicos que surgirem.

Penso que os filhos da Frutificação Pública em 50 a 100 anos poderão
fazer um Brasil melhor à medida que aprenderem a viver em comunidade
respeitando a coisa pública que deve frutificar para todos em balanço
com a natureza.

Os meus planos para a Frutificação Pública seria o seguinte:

1. Fase de diagnóstico finalizada. O Brasil já frutifica há muito tempo
e está frutificando cada vez mais.

2. Nós próximos 10 a 20 anos deveremos passar por uma fase de
implantação das árvores frutíferas, sendo encabeçadas principalmente por
Belém, Rio Claro, Araçatuba, Uberaba, Dourados, etc. Como Uberaba está
implantando próximo de um milhão de árvores até 2008, deverá ser um
centro piloto de acompanhamento.

3. Assim que conseguirmos algum recurso financeiro vamos oficializar uma
ONG e ter uma página da Internet exclusiva. Vou continuar a acompanhar a
situação no Brasil e fazer a divulgação constante no exterior:


Fruits vs. Obesity

Fruits are low in calories and highly nutritional already grown on
public places at increasing ratios to face obesity trends. Tree climbing
also can be a body exercise for children harvesting fruits.

Fruits also have around four times more water content than cookies or
any dry processed food. It easily satisfies our hunger letting us take
less overall energy. Just keep your refrigerator full of fruits and you
and your kids will likely get fit.

In Brazil we are suggesting to increase fruit trees in the public area
and change our country to a large tropical orchard. Then, sidewalks,
squares, parks, roadsides will be plenty of free fruits bearing the most
delicious and appropriate food to fight obesity.

Other countries can join us on a fight against global obesity.

We believe Brazil as a tropical country can tackle obesity and be the
leader on such fight. We intend the rural area conquer the cities make
it full of fruits.

http://revver.com/watch/225528


Even carnivores can be convinced to eat more fruits:
http://revver.com/watch/218695


Why not humans can eat fruits for their own good?


4. Os recursos financeiros nós próximos 10 a 20 anos deverão ser
concentrados para implantarão das árvores frutíferas em todo território
nacional.

5. Quando os recursos financeiros ficarem mais vultosos, começamos então
a aplicar alta tecnologia geral no Pomar Tropical e também fazer muitos
estudos de avaliação do impacto social e nutricional. Vamos começar a
conhecer as respostas de mudanças que as frutas poderão trazer nos
aspectos gerais das comunidades urbanas.

6. Vamos poder tomar importantes decisões à medida que as respostas vão
sendo avaliadas.

Três estratégias importantes a médio e longo prazo:

1. Envolvimento da imprensa que pode desencadear uma grande força
favorável como já aconteceu no caso do projeto 'Uma Criança, Uma Planta'
vinda de um médico pediatra que está sendo adotada por muitas
prefeituras.

2. Envolvimento do governo para dar apoio mais direto. Por
exemplo, poderia extinguir todas a famílias do programa 'Bolsa Família'
e contratá-las decentemente para que trabalhassem dentro do Pomar
Brasileiro fazendo todos os tipos de serviços necessários a manutenção
desta área pública tão importante e benéfica a todos. Dar trabalho digno
com resultados importantes para a comunidade é mais coerente.

3. Envolvimento de pessoas e instituições interessadas em ajudar o
Brasil a frutificar. Vamos abrir as portas para que quiser ajudar a
tocar este projeto para frente. Quem plantar vai colher e quem tiver
dentro não vai ser abandonado.

Para finalizar a palavra 'Frutificação Pública' já está sendo listada
pelo Google com muito links genéricos. Também estou fazendo muita
divulgação pelo Brasil, principalmente nas áreas onde a frutificação já
está ocorrendo.

As minhas patentes nos EUA estão dando sinais de tempo de colheita.
Deverei me afastar um pouco, mas nunca vou abandonar o Pomar Brasileiro.
A medida que colho por lá ajudo a plantar por aqui.

Talvez fosse interessante atualizar a página da 'Frutificação Pública'
com as últimas referências. Os assuntos estão cada vez ficando mais
quentes e estou começando a receber contatos do exterior.

Poder ser que o nosso Pomar Tropical frutifique ainda mais rápido do que
imaginamos. Há muita gente no exterior desesperada com os rumos que a
obesidade está tomando, principalmente os mais jovens. Há um futuro
negro com um problema sério e difícil de ser resolvido.

Estou aberto para perguntas e sugestões de qualquer parte.

Saudações Frutificantes,

Elson


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: el_silva@uol.com.br
http://frutificacaopublica.blogspot.com/



-----Mensagem original-----
De: ea-parana@yahoogrupos.com.br [mailto:ea-parana@yahoogrupos.com.br]
Em nome de Instituto Serrano Neves
Enviada em: Friday, December 07, 2007 2:15 PM
Para: ea-parana@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: [ea-parana] AMAZÔNIA E XENOFOBIA

MP-CAOMA-NAT-ÁGUA/FLORA/FAUNA - BACIA DO TOCANTINS
http://www.serrano.neves.nom.br/conBSB/conBSB.htm


É, o governo (executivo e legislativo) eleito pelo povo é o facilitador
da devastação.

Democracia é exercício mas pode acontever que o Brasil não fique
democraticamente pronto antes da amazônia acabar.

Poderíamos tentar a ditadura: não se devasta a amazônia mas também não
se vota.

Ou poderíamos deixar rastro da nossa indignação.

Ou poderíamos cuspir nos cartazes de vote em mim.

Ou poderíamos votar em branco em sinal de protesto, mas o contingente de
eleitores "assistidos" pelo governo é suficiente para garantir a eleição
(ou reeleição) dos benfeitores.

Resta, como resta ao cabrito programado para o jantar: morrer berrando.

Só os carneiros morrem em silêncio.


Saudações sócio-ambientais
Serrano Neves
serrano@serrano.neves.nom.br

FORMAÇÃO DO COMITÊ DA BACIA DO ALTO TOCANTINS.
INSTITUTO SERRANO NEVES
Amigo do Lago da Serra da Mesa

http://www.serrano.neves.nom.br


No virus found in this outgoing message.
Checked by AVG Free Edition.
Version: 7.5.503 / Virus Database: 269.16.17/1176 - Release Date:
12/6/2007 11:15 PM

Frutificando nas nascentes de Franca SP

19/09/2007 - 16h53

Moradores reflorestam área de nascente em Franca

Estão sendo plantadas na cidade árvores nativas e frutíferas.

Em algumas áreas, também foram instaladas hortas comunitárias.

No mesmo local, os moradores se mobilizaram e criaram até uma horta
comunitária. Luiz Antonio dos Reis é sapateiro e trabalha à noite. Nas
horas vagas, ele ajuda a cuidar da plantação. "O bom é que nós
consumimos o que plantamos", afirma.

Um grupo de moradores do Parque do Horto, em Franca (a 400 km de São
Paulo), teve a iniciativa de reflorestar as áreas próximas às nascentes
da cidade com o plantio de árvores. A comunidade garante já sentir os
benefícios.

Em uma nascente, no Parque do Horto, moradores começaram a cuidar do
lugar e a plantar árvores na margem do córrego. Em outro local, vizinhos
criaram uma área verde plantando árvores nativas e frutíferas, além de
outros tipos de plantas. Quem passa pelo lugar aproveita o ambiente. "É
muito agradável e com muito verde", afirma a dona-de-casa Carmem da
Silva.

Segundo o secretário de Meio Ambiente e Obras da cidade, Ismar Rodrigues
Tavares, o Jardim Zoobotânico da cidade fornece e orienta as pessoas
sobre quais são os tipos de mudas indicadas para cada local.

Tavares informou também que a secretaria está recuperando diversas áreas
de voçorocas (escavação no solo causada por erosão) pela cidade com o
replantio de mudas de árvores nesses locais. "Durante essa semana, como
é comemorado o Dia Nacional da Árvore, estamos elaborando um
levantamento das áreas em que há a necessidade do plantio de árvores e
quais os tipos podem ser utilizados", explica. Segundo ele, após o
levantamento, as novas ações terão início em novembro, devido à maior
quantidade de chuvas.


HYPERLINK
"http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL107059-5605,00-MORADORES+RE
FLORESTAM+AREA+DE+NASCENTE+EM+FRANCA.html"http://g1.globo.com/Noticias/S
aoPaulo/0,,MUL107059-5605,00-MORADORES+REFLORESTAM+AREA+DE+NASCENTE+EM+F
RANCA.html


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/"http://frutificacaopublica.blo
gspot.com/

No virus found in this outgoing message.
Checked by AVG Free Edition.
Version: 7.5.503 / Virus Database: 269.16.17/1177 - Release Date:
12/7/2007 1:11 PM

Uma Criança, Uma Árvore - Amar as Árvores

22/09/2007
Opinião
Por Terezinha Hueb de Menezes
Amar as árvores
Todos partilhamos da preocupação atual com a degradação do meio
ambiente. O Prof. Hugo Prata tem razão: é preciso preservar as árvores.
Cito dois casos que emocionam:
1º - É um médico, Dr. Calixto Felipe Hueb. Ginecologista e obstetra. Por
sinal, meu irmão. Mora na pouco conhecida cidade de Macatuba, perto de
Bauru. O hospital que ele dirige é de eficiência invejável.
Fico sabendo, por ele próprio, de uma prática pioneira, na época - hoje
difundida em outras cidades -, iniciada há mais de seis anos: cada
criança que nasce, seja paciente particular, de algum convênio e mesmo
do SUS, ganha, de presente, uma muda de árvore. Se os pais possuem
quintal, a muda geralmente é de árvore frutífera. Se não, vai uma árvore
ornamental, para ser plantada na calçada.
Assim que foi implantado o projeto, a imprensa escrita e mesmo programas
de televisão valorizaram intensamente a iniciativa, com reportagens e
entrevistas: algo diferente e muito válido estava sendo implementado, em
favor do meio ambiente.
Nesses seis anos, foram mais de quatro mil mudas, muitas já adultas,
decorrido esse tempo. Eu soube do caso de uma criança, já crescida, que
abraça a goiabeira recebida, repetindo ter sido presente do Dr. Calixto,
chegando a negar partilhar os frutos, naquele egoísmo próprio das
crianças.
Os pais, com certeza, se emocionam, vendo crescer a criança juntamente
com a planta. Trata-se, pois, de um projeto que vale a pena ser imitado.
Isso é amar as árvores.
2º caso: Também médico. E, ainda, por sinal, meu irmão, Dr. Antônio
Fernando Hueb: quando foi construir sua casa, na Av. Capitão Manoel
Prata, surgiu um problema: a mangueira, de mais de cinqüenta anos, que
viu a família crescer, que embalou esperanças e realizações, estava
atacada de cupim. Houve conselhos para que ela fosse derrubada. Meu
irmão resistiu: a árvore carregava uma história, dele inclusive que
havia nascido ali naquele lugar. Tratou-a, então, com carinho e ela
retribuiu, curada de seus males. A casa foi construída, o enorme tronco
enfeitando a varanda, os enormes galhos frondosos, debruçando-se,
agradecidos, por sobre os telhados e ladeando as janelas. E continua,
ainda agradecida, a gerar deliciosos frutos. Quem passar pela Av.
Capitão Manoel Prata, bem no seu início, poderá ver a viçosa mangueira,
entremeada à casa, como se fosse parte vital de sua construção. Isso
também é amar as árvores e preservar sua história.
Com certeza, devem existir muitos exemplos de pessoas que cultivam a
prática do amor às árvores, e que devem ser contados, principalmente
para as crianças e os jovens, como lição positiva em favor do meio
ambiente. É nossa obrigação.
Uma saudade: a gameleira centenária que, frondosamente, enfeitava a
praça, onde hoje se situa a Concha Acústica, de repente foi cortada. Seu
tronco, algum tempo depois, queimado. Os mais velhos nos lembramos dela.
Que pena! Poderia estar ali até hoje, contando-nos, no marulhar de suas
folhas, um pouco da nossa história.
HYPERLINK
"http://www.jmonline.com.br/?colunas,4642"http://www.jmonline.com.br/?co
lunas,4642


Saudações Frutíferas,


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/"http://frutificacaopublica.blo
gspot.com/

No virus found in this outgoing message.
Checked by AVG Free Edition.
Version: 7.5.503 / Virus Database: 269.16.14/1171 - Release Date:
12/4/2007 7:31 PM

Frutificando Legalmente em BH

Câmara Municipal de Belo Horizonte
INFORMATIVO DO DIA 17/11
COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO E JUSTIÇA
Arborização de ruas
Em redação final, a Comissão de Legislação e Justiça aprovou, na tarde
de hoje, treze projetos de lei, que serão encaminhados para apreciação
pelo Executivo. Entre eles se destaca o PL nº 753/02, que trata da
campanha permanente de incentivo à arborização da cidade. Autoria:
vereador Léo Burguês (PSDB).
Pela matéria, o poder público disponibilizará mudas de árvores e plantas
ornamentais aos interessados em arborizar ruas, praças e jardins,
limitadas a uma determinada quantidade por pessoa. Cinqüenta por cento
das mudas deverão ser de árvore frutífera, escolhidas entre as espécies
mais resistentes ao meio urbano. Os interessados assumirão a
responsabilidade pelo plantio em local de sua propriedade,
dentro do município de Belo Horizonte, sendo que sua poda e seu
corte só poderão ocorrer dentro das normas previstas pela legislação
municipal. O Executivo terá um prazo de 60 dias para regulamentar a
matéria.
Estiveram presentes os vereadores João Medeiros (PV), Ana Paschoal (PT)
e Totó Teixeira (PMDB).
HYPERLINK
"http://www.cmbh.mg.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=194
&Itemid=367&filter=&nj=1"http://www.cmbh.mg.gov.br/index.php?option=com_
content&task=view&id=194&Itemid=367&filter=&nj=1


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/"http://frutificacaopublica.blo
gspot.com/

No virus found in this outgoing message.
Checked by AVG Free Edition.
Version: 7.5.503 / Virus Database: 269.16.14/1171 - Release Date:
12/4/2007 7:31 PM

Natureza = Frutas + Ginástica / Bruna Lombardi

ALEGRIA NAS COISAS SIMPLES

"Estar bem comigo e com o mundo é a base da minha vida."

"Adoro estar em contato com a natureza. Recolho bichos abandonados, vivo
perto das plantas, das ÁRVORES FRUTÍFERAS do meu jardim e claro, somado
a isso, faço a minha ginástica e passo meus cremes".

A opinião de que a beleza física vem como resultado da paz interior é
compartilhada por uma de nossas atrizes mais bonitas, Bruna Lombardi.
Aos também incríveis 55 anos, Bruna encontra na simplicidade o seu
equilíbrio. "Não existe receita. Existem várias escolhas. Uma das mais
importantes é escolher o que se gosta e fazer isso para o resto da
vida", analisa a atriz, casada há 27 anos com o ator Carlos Alberto
Riccelli, 61, com quem tem Kim, 25.

http://ego.globo.com/ENT/Noticia/Saude_e_beleza/0,,MUL92863-8336,00-VIDA
+DEPOIS+DOS+O+SEGREDO+DAS+CELEBRIDADES+PARA+CONTINUAREM+PODEROSAS.html


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/"http://frutificacaopublica.blo
gspot.com/

No virus found in this outgoing message.
Checked by AVG Free Edition.
Version: 7.5.503 / Virus Database: 269.16.17/1177 - Release Date:
12/7/2007 1:11 PM

Sampa Frutifica desde 1980

04.09.2007

São Paulo para ver e ouvir

Uma metrópole conhecida pelos prédios altos, trânsito congestionado, uma
vida corrida. Tem gente que diz que não dá para parar na maior capital
do Brasil. Mas São Paulo surpreende. Basta um olhar atento.


Na Avenida Odila, no Planalto Paulista, bairro pertinho do Aeroporto de
Congonhas, em 1980, um dos moradores decidiu plantar árvores frutíferas
e a prefeitura mandou 300 mudas. Os moradores cuidaram delas e agora, 27
anos depois, lá tem jambo, jabuticaba, romã, manga, goiaba, pitanga e o
canto dos pássaros pela manhã.

"Da minha janela, veja só árvores e os pássaros. Não vejo a cidade Dá
impressão que nem estou na cidade. É muito gostoso", diz um morador da
Avenida Odila.

"De manhã, o pessoal até pára na rua para espiar. Fica um monte", conta
uma paulistana.

"Os pássaros fazem ninho nos telhados. É muito bonito mesmo", elogia uma
paulista.

Ruas e avenidas arborizadas. Canteiros floridos, manter a vegetação o
mais preservada possível. Assim a gente sempre vai ter o canto dos
pássaros para inspirar as futuras gerações.

"Quando o seu filho é pequeno, ouvir o sabiá cantar na primavera. Aquele
canto do sabiá abre o coração do seu filho e vai tornar esse menino um
grande poeta, um grande escritor, um grande brasileiro", opina Dalgas
Frisch.


HYPERLINK
"http://bomdiabrasil.globo.com/Jornalismo/BDBR/0,,AA1626016-3682,00-SAO+
PAULO+PARA+VER+E+OUVIR.html"http://bomdiabrasil.globo.com/Jornalismo/BDB
R/0,,AA1626016-3682,00-SAO+PAULO+PARA+VER+E+OUVIR.html

Saudações Frutificantes,


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/"http://frutificacaopublica.blo
gspot.com/

No virus found in this outgoing message.
Checked by AVG Free Edition.
Version: 7.5.503 / Virus Database: 269.16.17/1177 - Release Date:
12/7/2007 1:11 PM

Crianças gostam de subir nas fruteiras

02.10.2006

José Serra vence em São Paulo

"Nada como o começo da primavera e uma vitória em São Paulo para gente
plantar para o futuro", disse Serra.

Um pomar com pés de pêssego, ameixa, pêra, maçã, manga e jabuticaba.
"Eu tinha vontade de ter árvores frutíferas para atrair o meu neto para
vir me visitar, porque ele é louco por pegar jabuticaba e pêssego das
árvores", contou Serra.

http://jornalnacional.globo.com/Jornalismo/JN/0,,AA1295706-3586,00-JOSE+
SERRA+VENCE+EM+SAO+PAULO.html

Saudações Frutificantes,

Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/"http://frutificacaopublica.blo
gspot.com/

No virus found in this outgoing message.
Checked by AVG Free Edition.
Version: 7.5.503 / Virus Database: 269.16.17/1177 - Release Date:
12/7/2007 1:11 PM

FRUTICULTORES relutam em respeitar LEIS AMBIENTAIS

Germano,

"Agora que eu já estava quase convencido que educação ambiental com
frutíferas dava resultados. (Germano 11/12/2007)

Você deveria se desculpar com a Fernanda Chinelato de Botucatu pela sua
falta de entendimento sobre a Educação Ambiental. Parece que está
demonstrando ser o que menos conhece sobre este assunto. Nunca
discutimos nada sobre fruticultura comercial que possui outras
características distintas na agricultura avançada.

Desculpe por ser sincero, mas a Natália de 9 anos já está na sua frente.
. . . plantou a sua primeira árvore, um pé de pitanga. "Adorei
participar do plantio. Acho a árvore muito importante para a nossa vida
porque dá sombra e alimento, tanto para nós como para os passarinhos"

________________________________

Crianças comemoram o Dia do Meio Ambiente com plantio de mudas
frutíferas
06/06/2007

HYPERLINK
"http://www.revistaqg.com.br/?a=4&t=248"http://www.revistaqg.com.br/?a=4
&t=248
Os alunos da Escola Municipal Professor Luiz Tácito Virgínio dos Santos,
no Jardim Flamboyant, comemoraram o Dia do Meio Ambiente com plantio de
mudas frutíferas no Parque que abriga o Projeto Pomares Comunitários.
Com ajuda de monitores da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, 70
alunos das segundas, terceiras e quartas-séries do Ensino Fundamental
plantaram mais de 60 mudas, entre elas ameixa, manga, pitanga, graviola,
romã, acerola, jambo, açaí, mexerica, limão e uvaia.
As crianças apoiaram a iniciativa. Natália Gonçalves da Silva, de 9
anos, plantou a sua primeira árvore, um pé de pitanga. "Adorei
participar do plantio. Acho a árvore muito importante para a nossa vida
porque dá sombra e alimento, tanto para nós como para os passarinhos",
afirma a aluna.

Projeto - A criação de pomares comunitários em lugares públicos, como
praças ou escolas, vem com o intuito de firmar uma parceria entre
Prefeitura e sociedade civil organizada para a implantação, adequação ou
expansão de Pomares produtivos e didáticos ambientalmente.

Segundo a engenheira agrônoma e coordenadora do Projeto Pomares,
Fernanda Chinelato, os objetivos do trabalho, que teve como piloto o
Jardim Flamboyant, são de promover a instalação de pomares; desenvolver
o hábito de plantio e consumo regular de frutas frescas; e promover a
integração dos estudantes com as comunidades. "O nosso objetivo ainda é
melhorar o cardápio das escolas e promover a educação ambiental. Este é
o primeiro pomar de uma série que queremos implantar na cidade. Vale
ressaltar que a participação da população é fundamental, e temos como
exemplo os moradores do Flamboyant, que se empenharam na infra-estrutura
e nos cuidados com o pomar", finaliza Fernanda.

O Projeto Pomares Comunitários é uma iniciativa da Prefeitura de
Botucatu, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, escolas e
comunidade.
________________________________

HYPERLINK
"http://botucatu.locaweb.com.br/news/one_news.asp?IDNews=2958"http://bot
ucatu.locaweb.com.br/news/one_news.asp?IDNews=2958

Fora a melhoria que a praça ocasiona na beleza e limpeza da região,
Reinaldo ainda destaca o espírito de união surgido entre os moradores,
que se comprometem em fazer a sua manutenção. "A praça se tornou um
local de encontros entre nós moradores, desde as crianças até os mais
velhos. HOJE SOMOS BEM MAIS UNIDOS", afirma.

_______________________________

Não é questão de tempo porque você não adquiriu aquela sensibilidade que
já nasce com as crianças. Crianças gostam de subir em árvore, mesmo sem
nunca terem ido a escola.

Parece que o seu processo educacional também não ajudou a recompor nem o
entendimento pela Educação Ambiental e nem o bom senso, á lógica simples
e o respeito alheio.

O que me surpreende é como você veio parar aqui. O que é que você está
fazendo aqui?

Como Brasileiro me sinto na obrigação de defender os ideais de Botucatu,
profissionais como a Fernanda e o carinho e meiguice da Fernanda de 9
anos.

Vou deixar a comunidade de Educação Ambiental decidir se é este tipo de
"Educadores" que eles querem tem por perto.

Para finalizar, as mangueiras de Belém já frutificam por mais de um
século.

HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/2007/12/cidade-das-mangueiras.h
tml"http://frutificacaopublica.blogspot.com/2007/12/cidade-das-mangueira
s.html

HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/2007/12/ser-mesmo.html"http://f
rutificacaopublica.blogspot.com/2007/12/ser-mesmo.html

Não é questão de tempo, mas de atitude para remover os vândalos que
destroem os sonhos de todos.

Você já plantou alguma árvore na sua vida? A Natália plantou a sua
primeira árvore aos 9 anos de idade, uma pitanga.

Até pensei em ignorar o seu email, mas você como Educador Ambiental,
membro de uma rede de discussão, deve ter maior responsabilidade no
processo de moldagem dos ideais futuros.

As pessoas comuns que nunca passaram por um processo educacional formal
sabem o valor das árvores frutíferas que dão frutos todos os anos.

Felizmente o Brasil já frutifica há muito tempo e cada vez mais para
quem planta e colhe os frutos de uma vida comunitária mais harmoniosa.

Saudações frutificantes,

Elson


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: el_silva@uol.com.br
http://frutificacaopublica.blogspot.com/



-----Mensagem original-----
De: ...
Em nome de ...
Enviada em: Tuesday, December 11, 2007 1:37 PM
Para: ea-parana@yahoogrupos.com.br
Assunto: FRUTICULTORES relutam em respeitar LEIS AMBIENTAIS

Puxa vida! Estes caras são duros de roer. Plantaram tantas frutíferas e
ainda não adquiriram consciência ambiental! Que coisa, hein??? Agora que
eu já estava quase convencido que educação ambiental com frutíferas dava
resultados. Mas deve ser questão de tempo...

Germano

Jornal Absoluto, Jaraguá do Sul (SC) 11/12/2007
-www.jornalabsoluto.com.br



TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA DA

FRUTICULTURA É REDISCUTIDO EM VIDEIRA



A Secretaria Regional de Videira, através da Gerência de Agricultura e
Desenvolvimento Sustentável, reuniu na tarde de ontem secretários de
agricultura dos sete municípios da região de Videira e representantes da
Epagri, Cidasc, Fatma, Sindicato dos Produtores Rurais, Fetaesc e Amarp,
além de integrantes da própria SDR, para um encontro preparatório para
uma audiência pública que irá rediscutir o Termo de Ajustamento de
Conduta (TAC) da fruticultura. "Esta é uma iniciativa de vanguarda, pois
nenhuma outra região levantou essa possibilidade de rediscussão do TAC",
apontou o secretário regional Natalino Lázare. O gerente de Agricultura
da SDR, Carlos Magro, explica que o TAC já está em funcionamento através
de um documento formal assinado por alguns produtores e entidades com o
Ministério Público, prevendo que os pomares fiquem a uma distância
mínima de 30 metros da margem dos rios que cortam as propriedades.
"Mesmo estando formalizado, isso não significa que não podemos nos
articular em busca de algumas readequações para que nossas pequenas
propriedades não sejam inviabilizadas ao perderem estes espaços para as
plantações", disse o gerente de Agricultura. Segundo o capitão da
Polícia Militar de Chapecó, Edvar da Silva Santos, que passou aos
presentes as questões técnicas do TAC, o documento permite a realização
de um termo aditivo que observe as particularidades de cada propriedade.
"Na época, o TAC foi feito rapidamente para que os grandes produtores se
adequassem às leis ambientais e atendessem os pré-requisitos para a
exportação e, neste contexto, os pequenos foram deixados de fora",
disse. Para a audiência, que terá a presença do Ministério Público,
ficou acertado que a SDR, em parceria com as Secretarias de Agricultura,
Cidasc e Epagri, façam uma campanha para que cada propriedade tenha um
diagnóstico completo e, em cima desses dados, sejam elaboradas defesas
técnicas para a reedição do TAC.

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

EFrutificação é uma boa sugestão

Andras,

Realmente você é muito astuto e tem contribuído muito. Meus agradecimentos.

EFrutificação é uma boa sugestão.

As crianças gostam de aprender sobre separar lixo orgânico e plantar
árvores, mas com certeza gostam ainda mais subir nas árvores e apanhar
os frutos maduros.

http://frutificacaopublica.blogspot.com/

Políticos também frutificam e suas crianças são fiéis às próprias
origens.

Nós somos frutos do consumismo e consumir direto da fonte é uma solução
bem estratégica, principalmente subindo em árvores protegidas do
capitalismo selvagem. Algum dia vai se tornar um passeio corriqueiro ir
para as beiras de estrada coletar frutas em vez de ir para as áreas de
compras.

Alguns vão pensar que estamos plantando árvores frutíferas nas ruas para
alimentar os mendigos e transeuntes. Isto seria um fato verídico, mas a
nutrição científica confirma que estas pessoas estão se alimentando
muito melhor do que aquelas que estão indo para os restaurantes,
churrascarias, shopping centers, fast food, pizzaria, etc.

Não há uma preocupação evidente sobre as conotações e menos ainda de um
posicionamento institucional, acadêmico, ou político. A proposta básica
é frutificar para quem quer plantar e colher, aprendendo a valorizar e
dividir algo que pertence a todos, a coisa pública.

Se algum dia a Educação Ambiental se tornar apenas uma disciplina da
Frutificação Pública isto seria uma mera conseqüência da inércia prática
entre o prazer em plantar e a sabedoria em preservar e colher com
dignidade para o bem coletivo.

Não há nenhuma ambição por trás da Frutificação Pública, apenas resolver
problemas simples que podem ser resolvidos com tanta facilidade, sem
complicar e deixar que o homem ache o seu equilíbrio com a sua natureza.

"Quando a taxa crescente de obesidade brasileira começar a ser revertida
vai ser o marco do quanto o Brasileiro acredita num Pomar Tropical
resgatando a alegria e prazer em ter nascido num país que tem um Deus
(Natureza) Brasileiro. Se isto acontecer será bom para todos."

Quanto mais se frutifica, mais se frutifica as opções para frutificar
eficientemente. A Natureza não escreve livros, mas sutilmente coloca
diante dos nossos olhos que problemas simples admitem muitas soluções
com resultados variados para aqueles que conseguem enxergar.

A Frutificação Pública não é um sonho meu, mas um desejo de cada um em
poder achar maneiras condizentes por dias melhores. Isto é um ideal que
nem ganho e nem perco sozinho, mas compartilho com aqueles que querem
dar mais sentido as suas existências. Árvores que frutificam há mais de
cem anos amparam aqueles que tem dúvida sobre a nossa capacidade
brasileira em frutificar com dignidade para todos.

O que queremos é frutificar cada vez mais. Quem planta colhe, e
plantando na área pública vai colher uma confiança coletiva de que nós
podemos fazer um país melhor simplesmente porque temos em nossas mãos
este poder inalienável em fazer coisas boas acontecerem.

Os filhos dos frutos da frutificação um dia poderão criar um país que
nunca tivemos, mas sempre sonhamos. Talvez o país do futuro se
frutifique numa realidade presente e acalentadora.


Saudações Frutificantes,


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: el_silva@uol.com.br
http://frutificacaopublica.blogspot.com/

Crianças gostam de subir nas fruteiras

02.10.2006

José Serra vence em São Paulo

“Nada como o começo da primavera e uma vitória em São Paulo para gente
plantar para o futuro", disse Serra.

Um pomar com pés de pêssego, ameixa, pêra, maçã, manga e jabuticaba.
"Eu tinha vontade de ter árvores frutíferas para atrair o meu neto para
vir me visitar, porque ele é louco por pegar jabuticaba e pêssego das
árvores", contou Serra.

http://jornalnacional.globo.com/Jornalismo/JN/0,,AA1295706-3586,00-JOSE+SERRA+VENCE+EM+SAO+PAULO.html

Saudações Frutificantes,

Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/

Imagine a Av. Paulista cheia de mangas? Louco né?

Belem é a cidade do meu irmão..... afinal é uma das cidades mais
arborizadas que eu já conheci... quanta arvore frutifera espalhada pela
cidade. As mangueiras da Presidente Vargas...imaginem a Av. Paulista
cheia de mangas? Louco né?
Sucos... os nomes... Ta-pereba?Taperebá? Cupuaçu, Cajá, Muruci...etc...
E os sorvetes? Sorvete de açai... por falar em assuntos gastronomicos...
posso falar que me superei experimentando a culinária paraence...
Tacaca, Pato no Tucupy, Maniçoba...ARG..essa parte de Belem eu deixo
para o meu irmão elogiar...sendo que comi um peixe chamado filhote....
MARAVILHOSO!
HYPERLINK
"http://tanicerq.blog.uol.com.br/arch2005-01-02_2005-01-08.html"http://t
anicerq.blog.uol.com.br/arch2005-01-02_2005-01-08.html


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/"http://frutificacaopublica.blo
gspot.com/

Plante uma árvore frutífera

06/12/2006

PLANTE UMA ÁRVORE

Lanço daqui uma campanha: PLANTE UMA ÁRVORE. Que todos nós divulguemos a ideia de se plantar uma árvore em todo e qualquer lugar que possa caber uma árvore. Lutemos, sobretudo, pelo plantio de uma árvore frutífera. O plantio de árvores frutiferas é importante para o barateamento das frutas, além de propiciar o aumento do oxigênio no ar. Devemos acabar
com a ideia de que as árvores frutíferas atraem vândalos, porque no momento em que hajam muitas árvores não haverá lugar para vândalos.
Plantemos sim uma árvore. Semeie uma semente onde couber uma semente, não importa que as pessoas arranquem, um dia uma semente vingará. Plante nos jardins de sua cidade. Nos terrenos baldios, No quintal de sua casa, em qualquer lugar. Um dia esta semente vingará.

HYPERLINK
"http://el.carmo.blog.uol.com.br/arch2006-12-03_2006-12-09.html"http://e
l.carmo.blog.uol.com.br/arch2006-12-03_2006-12-09.html


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/"http://frutificacaopublica.blo
gspot.com/

Frutificando em Martinópolis

Agora só falta o livro
Em cidade paulista, pais são obrigados a plantar uma árvore a cada
criança nascida

imagem
Por Bárbara Moreira

A cidade de Martinópolis, a 553 quilômetros de São Paulo, vai ganhar por
mês 30 novas mudas de árvore. Por lá, nasce em média uma criança por dia
e, de acordo com a recém-aprovada lei do vereador André Luís Crepaldi, a
cada novo habitante da cidade uma árvore tem que ser plantada pelos
pais.

"A lei 1501 foi criada para que possamos conscientizar a população da
importância da preservação ambiental, diante do aquecimento global e da
degradação", diz Crepaldi. Justamente por ser apenas uma campanha de
conscientização, não consta na lei, que foi publicada em 26 de julho,
punição àqueles que não cumprirem a determinação.

As mudas são fornecidas pela prefeitura junto com um manual de como e
onde plantá-las. A árvore pode ser frutífera ou não, depende do gosto do
freguês. E, para criar um vínculo com o meio ambiente e a família, ao pé
da planta uma plaquinha indica a qual criança corresponde a árvore.

A iniciativa é louvável, ainda mais se comparada a outras cidades
brasileiras que pouco, ou nada, estão fazendo em relação a questões
ambientais. Apesar de ser um bom começo, a lei de Martinópolis não
consegue suprir o número de árvores que teriam que ser plantadas para
neutralizar as emissões de gás carbônico, por exemplo.

HYPERLINK
"http://revistatrip.uol.com.br/ecotrip/?materia=25124"http://revistatrip
.uol.com.br/ecotrip/?materia=25124



Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/"http://frutificacaopublica.blo
gspot.com/

Cidade das Mangueiras

OI! MEU NOME É LENA, ESPERO QUE VC GOSTE DO BLOG, POIS FOI FEITO COM
MUITO CARINHO PARA VC. NUNCA TINHA FEITO UM BLOG, E QUANDO RESOLVI FAZER
NÃO PENSEI DUAS VEZES FIZ JUSTAMENTE DA CIDADE ONDE MORO PARA QUE VC
POSSA CONHECER UM POUCO DESSA MARAVILHA CHAMADA BELÉM-PARÁ-BRASIL

HYPERLINK
"http://llenna29.blog.uol.com.br/arch2004-08-15_2004-08-21.html"http://l
lenna29.blog.uol.com.br/arch2004-08-15_2004-08-21.html


"Triste é quando, em vez da manga, o que cai é a própria mangueira."
"Já até recebemos a explicação que a culpa é de quem escolheu as
mangueiras para arborizar a cidade, visto que não são adequadas para
isso. Será mesmo? Bem que gostaríamos de ver os bairros da periferia
cheios de mangueiras, justificando o apelido da cidade. Coisa de
saudosistas, talvez, alguns diriam. Pelo menos não teríamos ruas áridas,
sedentas de verde, em plena Amazônia."


"TENHO ORGULHO DE SER BRASILEIRA POR VARIOS MOTIVOS ENTRE ELES POR SER
UM PAÍS LINDO COM UMA BANDEIRA LINDA E COM UM POVO GUERREIRO BATALHADOR
E ALEGRE ESSE É O BRASIL."

O clima em Belém é quente e úmido, influência direta da floresta
amazônica, onde as chuvas são constantes. As incontáveis mangueiras
existentes nas ruas da cidade - daí o título de Cidade das Mangueiras -
ajudam a amenizar o calor, principalmente nos meses mais quentes de
julho a novembro quando a temperatura pode chegar a 38 graus. Além de
aliviar o calor, as mangueiras ornamentam a cidade e fazem a delícia dos
amantes da manga, já que em janeiro e fevereiro, época da safra, Belém é
inundada pelo fruto.

Cidade das Mangueiras
Av. Gov. José Malcher no Início de século passadoA necessidade de
arborizar cidades é notória, principalmente em cidades da zona
equatorial, onde a incidência de radiação solar é bastante elevada, em
Belém, de meados século XIX iniciou-se o plantio de mangueiras para esta
finalidade, fotos de postais da fase áurea da borracha, mostram como
eram os principais corredores da cidade com os seus "túneis de
mangueiras".Av. Portugal
Quem mora em Belém, pelo menos nas áreas mais centrais, está muito
acostumado a vê-las e a juntar mangas na rua, depois da chuva o de uma
ventania qualquer - gesto tão característico dessa gente que também teme
"levar uma doída mangada". Quem de nós ainda não deu aquele suspiro de
alívio ao ver um fruto cair bem pertinho, causando um baita susto, ou
teve a lataria do carro amassada e o pára-brisa quebrado por um deles?
Amasso de manga nem chega a ser causa de desvalorização do veículo na
hora da venda, aqui, de tão comum.
Túnel de mangueiras na Praça da RepúblicaTriste é quando, em vez da
manga, o que cai é a própria mangueira. Algumas centenárias
representantes da espécie acabam por tombar, por motivos diversos, que
vão desde a sua velhice a atos de vandalismo, passando, na nossa
opinião, pelas podas e maus-tratos. Muitas vezes já tentamos, em
conversas com técnicos do serviço público, entender as verdadeiras
deformações que sofrem essas árvores por ocasião de serviços de
manutenção da rede elétrica, telefônica e de esgotos, sem chegar a uma
compreensão do fato. Já até recebemos a explicação que a culpa é de quem
escolheu as mangueiras para arborizar a cidade, visto que não são
adequadas para isso. Será mesmo? Bem que gostaríamos de ver os bairros
da periferia cheios de mangueiras, justificando o apelido da cidade.
Coisa de saudosistas, talvez, alguns diriam. Pelo menos não teríamos
ruas áridas, sedentas de verde, em plena Amazônia.Teatro da Paz
As mangueiras são tão familiares para os belenenses, que até esquecemos
sua origem asiática. Aqui chegaram, por volta de 1700, via Nordeste,
trazidas pelos portugueses, depois de descobertas as rotas marítimas
entre a Europa e a Ásia. A espécie possui excelente produtividade, que
abastece o mercado interno e também faz parte dos itens destinados à
exportação. Bem adaptadas ao clima brasileiro, foi possível a produção
de inúmeras variedades, encontradas em grande diversidade de forma,
peso, sabor e cor, que vai do verde ao vermelho intenso. Há, inclusive,
mangas sem fiapos, produzidas a partir do cruzamento de variedades
indianas e americanas, com vantagens em termos de peso, coloração e
resistência às pragas.



Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/"http://frutificacaopublica.blo
gspot.com/

Será Mesmo?

"TENHO ORGULHO DE SER BRASILEIRA POR VARIOS MOTIVOS ENTRE ELES POR SER
UM PAÍS LINDO COM UMA BANDEIRA LINDA E COM UM POVO GUERREIRO BATALHADOR
E ALEGRE ESSE É O BRASIL."

HYPERLINK
"http://llenna29.blog.uol.com.br/arch2004-08-15_2004-08-21.html"http://l
lenna29.blog.uol.com.br/arch2004-08-15_2004-08-21.html

"Triste é quando, em vez da manga, o que cai é a própria mangueira."
"Já até recebemos a explicação que a culpa é de quem escolheu as
mangueiras para arborizar a cidade, visto que não são adequadas para
isso. Será mesmo? Bem que gostaríamos de ver os bairros da periferia
cheios de mangueiras, justificando o apelido da cidade. Coisa de
saudosistas, talvez, alguns diriam. Pelo menos não teríamos ruas áridas,
sedentas de verde, em plena Amazônia."
Cidade das Mangueiras

A necessidade de arborizar cidades é notória, principalmente em cidades
da zona equatorial, onde a incidência de radiação solar é bastante
elevada, em Belém, de meados século XIX iniciou-se o plantio de
mangueiras para esta finalidade, fotos de postais da fase áurea da
borracha, mostram como eram os principais corredores da cidade com os
seus "túneis de mangueiras".

Quem mora em Belém, pelo menos nas áreas mais centrais, está muito
acostumado a vê-las e a juntar mangas na rua, depois da chuva o de uma
ventania qualquer - gesto tão característico dessa gente que também teme
"levar uma doída mangada". Quem de nós ainda não deu aquele suspiro de
alívio ao ver um fruto cair bem pertinho, causando um baita susto, ou
teve a lataria do carro amassada e o pára-brisa quebrado por um deles?
Amasso de manga nem chega a ser causa de desvalorização do veículo na
hora da venda, aqui, de tão comum.

Triste é quando, em vez da manga, o que cai é a própria mangueira.
Algumas centenárias representantes da espécie acabam por tombar, por
motivos diversos, que vão desde a sua velhice a atos de vandalismo,
passando, na nossa opinião, pelas podas e maus-tratos. Muitas vezes já
tentamos, em conversas com técnicos do serviço público, entender as
verdadeiras deformações que sofrem essas árvores por ocasião de serviços
de manutenção da rede elétrica, telefônica e de esgotos, sem chegar a
uma compreensão do fato. Já até recebemos a explicação que a culpa é de
quem escolheu as mangueiras para arborizar a cidade, visto que não são
adequadas para isso. Será mesmo? Bem que gostaríamos de ver os bairros
da periferia cheios de mangueiras, justificando o apelido da cidade.
Coisa de saudosistas, talvez, alguns diriam. Pelo menos não teríamos
ruas áridas, sedentas de verde, em plena Amazônia.

As mangueiras são tão familiares para os belenenses, que até esquecemos
sua origem asiática. Aqui chegaram, por volta de 1700, via Nordeste,
trazidas pelos portugueses, depois de descobertas as rotas marítimas
entre a Europa e a Ásia. A espécie possui excelente produtividade, que
abastece o mercado interno e também faz parte dos itens destinados à
exportação. Bem adaptadas ao clima brasileiro, foi possível a produção
de inúmeras variedades, encontradas em grande diversidade de forma,
peso, sabor e cor, que vai do verde ao vermelho intenso. Há, inclusive,
mangas sem fiapos, produzidas a partir do cruzamento de variedades
indianas e americanas, com vantagens em termos de peso, coloração e
resistência às pragas.

Saudações Frutíferas,


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/"http://frutificacaopublica.blo
gspot.com/

Frutificando Globalmente

Caros Colegas,

Começamos a frutificar na imprensa internacional:

HYPERLINK
"http://www.arabianbusiness.com/index.php?option=com_content&&view=artic
le&id=505046"http://www.arabianbusiness.com/index.php?option=com_content
&&view=article&id=505046


Já podemos sentir que não estamos mais sozinhos.


Fruits to fight obesity

HYPERLINK "http://www.arabianbusiness.com/505046#comment-7126"Posted by
Elson Silva PhD, Campinas, Brazil on 4 December 2007 at 16:40 UAE time


Fruits are low in calories and highly nutritional already grown on
public places at increasing ratios to face obesity trends. Tree climbing
also can be a body exercise for children harvesting fruits.

Other countries can join us on a fight against global obesity.

In Brazil we are suggesting to increase fruit trees in the public area
and change our country to a large tropical orchard. Then, sidewalks,
squares, parks, roadsides will be plenty of free fruits bearing the most
delicious and appropriate food to fight obesity.

We believe Brazil can tackle obesity and be the leader on such fight. We
intend the rural area conquer the cities make it full of fruits.

http://revver.com/watch/225528

Even carnivores can be convinced to eat more fruits:
http://revver.com/watch/218695

Why not humans can eat fruits for their own good?


Saudações frutificantes,

Elson


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br
HYPERLINK
"http://frutificacaopublica.blogspot.com/"http://frutificacaopublica.blo
gspot.com/

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Frutificando nas Estradas de Uberlãndia

Quarta-feira, 21/1/2004 17:40:00
Entradas da cidade terão 50 mil árvores


Todas as oito entradas de Uberlândia e mais os canteiros centrais e
rotatórias vão ganhar até o fim do período chuvoso.

Entradas da cidade terão 50 mil árvores

Todas as oito entradas de Uberlândia e mais os canteiros centrais e
rotatórias vão ganhar até o fim do período chuvoso, por volta de abril,
50 mil novas árvores. Quem vê as frágeis mudas não imagina o tempo,
trabalho e dinheiro envolvidos na preparação de cada uma delas e, por
isso, a recomendação da Prefeitura é que a população colabore para
preservá-las, já que o maior beneficiado é o morador da cidade.

A administração municipal vem preparando as mudas desde 2001 no Horto
Municipal e só agora elas chegaram num estágio de desenvolvimento ideal
para serem plantadas. "Quem chegar à cidade terá uma impressão boa e
quem mora perto das rodovias terá mais sombra e bem-estar. Então o
objetivo é embelezar e recuperar o ambiente às margens das estradas, por
isso plantamos árvores frutíferas e que dão sombra, como sibipirunas,
flamboyants, pau-ferros, paineiras, mangueiras, ipês amarelos e brancos.
Dentro da cidade, nas avenidas, nos canteiros centrais mais estreitos,
colocaremos palmeiras imperiais, que ornamentam sem atrapalhar o
trânsito", explica o diretor da Divisão de Arborização da Secretaria
Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos, Almerindo Araújo da
Silva.

A Secretaria de Meio Ambiente optou por árvores brasileiras, com exceção
da mangueira, que é originária da Ásia. "A mangueira foi escolhida
porque alimenta e faz sombra, melhorando o ambiente para quem está em
volta", explica Cristiano Barbosa, assessor da secretaria. Entretanto,
segundo ele, não pode ser plantada dentro da cidade, nos canteiros
centrais e praças, pois poderia causar problemas com pessoas tentando
pegar as frutas, atirando pedras, por exemplo.

Concluído o plantio nas entradas da cidade, o próximo passo será
arborizar a margem direita do rio Uberabinha, dando início à implantação
do parque linear.

Participação

A preocupação da Divisão de Arborização é quanto à preservação das
mudas. "Pedimos muito cuidado e atenção por parte da população,
principalmente evitando queimadas. Orientamos também para que não se
puxe ou quebre os galhos das mudas, para que sobrevivam até o
crescimento completo", esclarece Cristiano Barbosa. Ele informa que a
PMU tem registrado muito vandalismo com as plantas e ela precisa, muitas
vezes, substituir as árvores destruídas, o que representa um grande
prejuízo para a população, pois elas custaram dinheiro público e ainda
atrasa a obtenção de um ambiente agradável, explica o assessor. Além da
substituição das árvores destruídas, a Prefeitura também está retirando
aos poucos as espirradeiras, após comprovado o mal que a planta faz.

Para quem quiser plantar uma árvore em frente à sua casa ou em seu
sítio, fazenda ou chácara, a Prefeitura distribui as mudas
gratuitamente, basta fazer o pedido na Divisão de Arborização e levar um
comprovante de residência, explica Almerindo Silva. A Divisão de
Arborização fica no Horto Municipal, no Parque do Sabiá, telefones
3213-6676 e 3213-5633. A árvore escolhida deve ser buscada lá, pelo
próprio interessado.


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265

domingo, 2 de dezembro de 2007

Nascendo e Frutificando com a Natureza

Distribuir Uma Muda De Árvore Frutífera Para Cada Mãe Que Dá À Luz
PRESERVAÇÃO – GDF desenvolve ações para lembrar o Dia Mundial do Meio
Ambiente
(05/06/2007 - 14:35)
No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta terça-feira (05/06), a
Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), lançou o
projeto “Plantando Vidas”. A iniciativa consiste em distribuir uma muda
de árvore frutífera para cada mãe que dá à luz no Hospital Regional da
Asa Sul (Hras) ao receber alta médica. A campanha é desenvolvida em
parceria com o Hras, com a Secretaria de Saúde, e a organização
não-governamental Movimento Planeta Verde. Somente nesta terça-feira,
foram entregues 30 mudas.
O projeto piloto iniciado no HRAS deve ser levado para outros hospitais
da rede pública. Somente nesta unidade de saúde, deverão ser
distribuídas seis mil mudas por ano. A secretaria planeja doar cerca de
80 mil árvores por ano em todo o Distrito Federal. “Estamos retomando um
projeto que já existiu no hospital, em 1996, e isso é importante porque,
além de conscientizar a população para o meio-ambiente, serve para
humanizar o atendimento à mulher e ao parto”, explica o diretor do Hras,
Alberto Barbosa.

HYPERLINK
"http://www.distritofederal.df.gov.br/003/00301009.asp?ttCD_CHAVE=50252

Saudações Frutíferas


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br

Frutificando em Cuiabá

Projeto Estimula Comunidade A Adotar Uma Árvore

28/09/2005 - 15:53:50

Anderson Pinho
Comunicação/PMC

Uma iniciativa pioneira da Prefeitura de Cuiabá está estimulando a
comunidade cuiabana a preservar o verde que deu o título de “Cidade
Verde” à Capital mato-grossense. Com o projeto “Adote uma árvore”, a
Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Smades) garante ao
pai ou mãe “adotante” todo o suporte necessário para o plantio da
árvore. Quem aderir ao projeto recebe uma muda de árvore frutífera ou
ornamental, um adesivo “Adotei uma árvore: sou amigo do meio ambiente”,
um folder contendo recomendações de como cuidar da plantinha e ainda
assina um termo de compromisso simbólico.

“Nossa família tem um sítio, vamos planta-las perto da casa grande”,
disse Evanido. “Quando ela ficar maior, a Prefeitura de Cuiabá a
prefeitura vai ver que nós cuidamos direitinho da plantinha”, completa
Evânia. Já Loisleine disse que a espécie de sombreiro que recebeu do
projeto vai plantá-la em frente de casa. “Meu pai já mandou fazer até a
proteção para não deixar que ninguém arranque suas folhas”, disse a
menina. O trio de amigos moram na região do CPA II.

Saudações Frutíferas

Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br

Frutificando em São Sebastião

Fornecer Orientações Sobre O Plantio E Manutenção Dessas Mudas
Frutíferas.

A chefe de divisão de Educação Ambiental, Cristiane de Moraes, explica
que as ações em prol do Dia da Árvore não serão isoladas, e que mais
plantios serão realizados na Costa Sul, Costa Norte e região central
durante todo o ano.

"O plantio será realizado ao longo do município durante todo o ano, de
acordo com o que prevê a Lei de Acessibilidade. A Secretaria de Meio
Ambiente está realizando um trabalho constante sobre a conscientização
ambiental com as escolas e também com a comunidade", declarou.

A Secretaria de Meio Ambiente de São Sebastião, no intuito de comemorar
o Dia da Árvore, realiza nesta quinta-feira, 21 de setembro, atividades
dentro da obra de reurbanização do aterro da Rua da Praia, com plantio e
doação de mudas de árvores frutíferas para a população.

HYPERLINK
http://www.saosebastiao.sp.gov.br/finaltemp/news.asp?ID=2690

Saudações Frutificantes,


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br" el_silva@uol.com.br

A ciência frutificando

Resumos do II Congresso Brasileiro de Agroecologia

Rev. Bras. Agroecologia, v.2, n.1, fev. 2007

www6.ufrgs.br/seeragroecologia/ojs/include/getdoc.php?id=2734&article=847&mode=pdf -

QUINTAIS ORGÂNICOS DE FRUTAS: CONTRIBUIÇÃO PARA A SEGURANÇA ALIMENTAR EM ÁREAS RURAIS, INDÍGENAS E URBANAS.

Fernando Rogério Costa Gomes
1
; Enilton Fick Coutinho
1
; Gustavo Crizel Gomes
3
; Nicácia Portella Machado
4
; Edgar Martin Noremberg
5
Palavras – chave: Fruticultura, propriedades nutracêuticas, combate a fome, saúde.

INTRODUÇÂO
A fruticultura doméstica, caseira ou familiar, geralmente praticada em pequenas
áreas rurais ou urbanas nas pequenas, médias ou grandes cidades, tem como principal
finalidade à produção de frutas para o seu aproveitamento ao natural e utilizadas na
preparação de produtos de primeira qualidade para o consumo da família e seus
dependentes. Já a fruticultura ecológica, visa criar ambientes saudáveis, com sistemas
naturais equilibrados, onde exista harmonia entre flora e fauna, com produção de frutas
naturais de primeira qualidade, as quais podem ser consumidas sem a preocupação da
possível presença de resíduos químicos (Manica, 1997)


Saudações sócio-ambientais
Serrano Neves
serrano@serrano.neves.nom.br

Sarando e Frutificando

Chamar Atenção Da População Para Questão Ambiental

Contou com a participação da Educadora Ambiental, Silvana Souza Helena
que deu orientação sobre os cuidados no plantio e a importância da
adoção de uma árvore.
Na oportunidade, os profissionais de saúde fizeram um alerta à população
sobre a importância da preservação do meio ambiente.
A iniciativa partiu da direção da 4ª Policlínica que sempre realiza
trabalhos voltados para prevenção a saúde e preservação do meio ambiente
junto à comunidade local. O evento contou com a parceria da Secretaria
Municipal de Meio Ambiente de Campos, que cedeu as 50 mudas de árvores
frutíferas para serem doadas aos públicos interno e externo.

HYPERLINK
"http://www.cbmerj.rj.gov.br/modules.php?name=News&file=print&sid=1287

Saudações Frutificantes,

Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br

Frutificai em São João Del Rei MG

Projeto "Frutificai"

Por: Julio Cesar C. Alves

A luta é grande! Mas nessas horas é gratificante.
Estamos na fase final do projeto, ou seja: execução.
Esta semana tive uma notícia muito boa!!!
A prefeitura que até pouco tempo era totalmente contra o projeto
alegando que ficaria mais complicado limpar a cidade!!!

Agora se propôs a ajudar no plantio. Colocando um caminhão e 2 homens
pra ajudar no plantio que terá também o apoio da comunidade.

Em breve colocarei fotos do plantio e manutenção das plantas.

Se você tem alguma dica ou idéia seja bem vindo irmão!!!

[Sabemos que as árvores nos centros urbanos trazem sombra, ar puro, sua
beleza natural e um ecossistema mais equilibrado, daí a idéia de plantar
árvores frutíferas de pequeno porte. Trata-se de um projeto cativante já
que em curto prazo a comunidade poderá “desfrutar” os benefícios de seu
empenho. Os moradores do bairro serão envolvidos do plantio até o
acompanhamento do desenvolvimento das árvores. Cada árvore será batizada
com o nome de crianças do bairro...]

HYPERLINK
"http://www.portaldovoluntario.org.br/relato.php?idrelato=642&idacao=4004

Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br

Mudar o que não está bom em Mogi Guaçu

EDUCAÇÃO AMBIENTAL na Educação Infantil

"Sabemos que enquanto brincam, as crianças aprendem, e podemos organizar
situações nas quais estas brincadeiras intermedeiem a aprendizagem de
outros conteúdos como o cuidado com o meio ambiente, e O QUE SE PODE
FAZER PARA MUDAR O QUE NÃO ESTÁ BOM"

Os alunos fizeram um passeio de reconhecimento pelo bairro para
identificarem se há necessidade de árvores nas calçadas e diante do
resultado no final do projeto irão distribuir mudas e folhetos aos
moradores. Aguardam muda de ÁRVORES FRUTÍFERAS para que as crianças
façam plantio dentro do CEI.
O setor pedagógico de Educação Infantil da Secretaria de Educação
desenvolveu junto com os professores o projeto de Educação Ambiental nos
Centro de Educação Infantil (creches).O objetivo é incentivar os alunos
a fazerem mudanças no bairro onde moram através de plantio, conservação,
limpeza de áreas verdes além de conversas com os moradores. Cada CEI
adaptou o projeto através de pesquisas feitas com os alunos e estes
projetos já fazem parte do Calendário Anual, acompanhados pela pedagoga
da SEC e por um bióloga da Saama.

HYPERLINK
"http://www.mogiguacu.sp.gov.br/geral.php?cod=1126"http://www.mogiguacu.sp.gov.br/geral.php?cod=1126

Saudações Frutificantes,

Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br

Plante a Primavera do Itaú

Plante a Primavera: campanha do Itaú invade o Creci@

Com o “Plante a Primavera”, que está na 17a edição, o Banco Itaú busca
estimular a consciência ecológica e a integração das comunidades. Em
2004, 350 agências participaram da campanha e juntas distribuíram mais
de 50 mil kits no país e, somente em São Paulo, outras 10 mil mudas de
café.

Este ano, 700 agências distribuirão mais de 130 mil kits com mais de
meio milhão de sementes de Tinguaciba, também conhecida como Tembetari,
Mamica ou Tamaqueira, árvore ornamental que pode ser utilizada no
paisagismo urbano. Serão distribuídos outros 700 kits da árvore do
Consumo Consciente, isso devido a parceria selada neste ano de 2005
entre o Itaú com o Instituto Akatu, que trabalha incentivando o consumo
consciente. Esta árvore é muito usada por educadores que, em atividades
com crianças, mostram como uma árvore pode ensinar temas tão variados
como cidadania, responsabilidade social nas empresas, respeito à
diversidade, à vida e ao meio ambiente.

Os kits a serem distribuídos são acompanhados por vasos de fibra de
coco. Produzido com a casca do coco verde, o vaso poupa os aterros
sanitários e ainda ajuda a preservar o xaxim, que vem desaparecendo da
Mata Atlântica.

HYPERLINK
"http://www.vivaocentro.org.br/noticias/arquivo/220905_b_infonline.htm


Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265
Email: HYPERLINK "mailto:el_silva@uol.com.br"el_silva@uol.com.br

Dicas para um bom plantio

Campanha De Mudas Frutíferas – Camboriú - 2004

“Queremos incentivar a arborização da cidade e também oferecer uma opção
de produção caseira ou até mesmo comercial. A pessoa terá, no mínimo,
FRUTAS LIVRES DE AGROTÓXICOS em casa”, explica o diretor. Arnaldo diz,
ainda, que não é preciso de muito espaço para se ter uma árvore
frutífera.

As mudas são provenientes do município de Rio do Oeste, onde são
adquiridas pelo Departamento. A Prefeitura repassa os pedidos pelo preço
cobrado pelo do produtor, sem cobrar pelo frete ou qualquer outra
despesa.

Dicas para um bom plantio

1-Escolha do Local: Deve-se evitar solos encharcados, escolhendo o local
mais alto, sem a presença de formigueiros nas proximidades

2-Covas: As covas devem ser abertas com no mínimo 50cmx50com de boca,
com 50cm de profundidade. Ao abri-las, deve-se separar a terra da
superfície, mais fértil, da terra do fundo. Se, ao fazer a cova, juntar
água no fundo, significa que o solo é muito úmido e impróprio para o
plantio.

3-Espaçamento: Cada planta tem um espaçamento ideal. Plantas muito
próximas favorecem o aparecimento de pragas e tem seu desenvolvimento
prejudicado.

4-Adubação: Deve ser feita com orientações de um técnico. Basicamente,
deve-se misturar calcário com o adubo. A terra vegetal ou de mato também
pode ser utilizada. A terra fértil da superfície deve ser colocada no
fundo da cova.

5-Plantio: No plantio deve ser feito, preferencialmente, nos meses de
julho e agosto, 15 dias após a adubação, com as covas umedecidas.

6-Após o plantio: Regar bem. A primeira rega facilita a sobrevivência da
muda. Manter o solo limpo ao redor da muda, eliminando a “concorrência”
ao seu desenvolvimento, e combater os formigueiros. Não utilize qualquer
inseticida ou produto sem prescrição de um especialista. Caso apareça
alguma praga, procure a orientação do Deapa.

HYPERLINK
"http://www.camboriu.sc.gov.br/imprensa/noticia.cfm?codigo=746"http://www.camboriu.sc.gov.br/imprensa/noticia.cfm?codigo=746

Saudações Frutificantes,

Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265

Jaboticabal está Fruticando

Dia do Mutirão Verde

. . .Jabuticabeiras, árvore frutífera que deu nome à cidade e que está,
aos poucos, desaparecendo. Daí a importância do projeto de revitalização
e incentivo de plantio desta espécie que está ocorrendo na cidade.

No dia 21 de Setembro, Dia da Árvore, a Secretaria do Meio Ambiente, em
parceria com a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, promoveu o
“Dia do Mutirão Verde: mobilização, ação, educação!”, com o slogan
“Todos em defesa do verde! Meio Ambiente é vida!”.

http://cei.edunet.sp.gov.br/Noticias/2007/Setembro/90.html

Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265

Curitiba também FRUTIFICA

Crianças plantam árvores frutíferas no Bosque do Papa

Alunos da escola municipal Duílio Calderari participam da Campanha
“Preservar também é nosso papel”, da editora Fama.

O plantio de 120 mudas de árvores nativas no Bosque do Papa, no Centro
Cívico, foi uma aula de educação ambiental para 30 crianças da Escola
Municipal Duílio Calderari. O plantio, feito nesta sexta-feira (25), é
mais uma etapa da campanha “Preservar também é nosso papel”, da editora
Fama, com apoio da Prefeitura de Curitiba. A Fama edita a revista Where
Curitiba.

A maioria das espécies selecionadas é de árvores frutíferas. São
pitangas, araçás e guabirobas que foram plantadas numa área atrás do
Tribunal de Contas, próximo à ciclovia. O plantio foi acompanhado pelo
superintendente de obras e serviços da Secretaria Municipal do Meio
Ambiente, Paulinho Dalmaz. “Esta ação segue a determinação do prefeito
Beto Richa de incentivo à preservação do meio ambiente”, disse Dalmaz.

Este é o segundo plantio promovido pela editora Fama em Curitiba. O
primeiro foi no Parque Barigüi, em abril. A campanha plantará 120
árvores nativas por mês em parques, ruas e bosques da cidade para
neutralizar o gás carbônico e o consumo de matéria-prima resultantes das
atividades de produção da editora.

http://www.curitiba.pr.gov.br/Multimidias/NoticiaDOC/00009465.doc

Saudações Frutificantes,

Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265

POMAR SOCIAL de Osvaldo Cruz

O intuito é disponibilizar para população local uma opção de lazer
associada a oportunidade de ALIMENTAR-SE DIRETAMENTE NO PÉ DA ÁRVORE,
atividade que, além de saudável para o corpo é considerada de grande
efeito no tratamento de uma série de doenças modernas associadas ao
estresse.

"http://osvaldocruz.sp.gov.br/not_061006_02.html"http://osvaldocruz.sp.gov.br/not_061006_02.html

POMAR SOCIAL – Loteamento Augusto Stofaletti – Habitação de Interesse Social Osvaldo Cruz – 06 de Outubro de 2006

Começa a obra de construção e plantio do POMAR SOCIAL junto ao
Loteamento Augusto Stofaletti, em Osvaldo Cruz, São Paulo.

Parte do projeto social de desfavelamento de 64 famílias, o Pomar Social
deverá oferecer aquela população 3.300 metros quadrados de área verde
com 200 árvores frutíferas escolhidas dentro de uma padrão voltado para
a alimentação saudável.

O modelo a ser implantado, ainda pouco utilizado no Brasil, é baseado em
projetos realizados na América Latina, Ásia e África, onde, dada a
grande problemática habitacional associada a outra maior ainda, a
problemática nutricional, ao invés de enormes áreas de grama,
normalmente sem qualquer finalidade que não estética.

No projeto POMAR SOCIAL de Osvaldo Cruz, plantadas em espaçamento médio
de 16 m2 por planta, serão disponibilizadas 16 espécies frutíferas com
diversas e diferenciais épocas de floradas, distribuídas num total de
200 árvores.

As árvores frutíferas escolhidas são :

ÁRVORES FRUTÍFERAS Quantidade
ACEROLA 24
PEREIRA 10
JABOTICABEIRA 24
NESPEREIRA 10
CUPUAÇU 10
CAQUI CHOCOLATE 10
FRUTA DO CONDE 10
GRAVIOLA 10
LICHIA 10
PITANGA 10
ROMÃ 10
AMEIXA 10
MANGA ESPECIAL Haden 2
H e Tommy Atkins, Santa Cruz 24
TAMARINDO 10
MACIEIRA TROPIC 8
ABIU 10
TOTAL DE ÁRVORES : 200

Saudações Frutificantes,

Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265

Iniciativas Positivas em Limeira

Plantio une famílias e preservação ambiental

25/09/2006 - 09:42:00

. . . “falam muito do crime organizado. Mas aqui podemos ver que a sociedade também se organiza para iniciativas positivas”.

O plantio de 3 mil árvores neste dia 23 de setembro, no Horto Florestal, uniu famílias de Limeira, num compromisso pela preservação ambiental. A criação de uma mata frutífera naquela área também foi destacada.

Um dos exemplos foi Alexia Dierberger, de 10 anos de idade, aluna da quarta série da escola Acadêmico-COC. Sob sua responsabilidade, estava o plantio de uma pitangueira. Descendente de uma família acostumada com as plantas – os Dierberger estão há mais de 80 anos no setor de mudas frutíferas e ornamentais-, Alexia não escondeu a felicidade ao realizar o plantio.

Também demonstrou conhecimento, ao ajudar os demais colegas de escola. Depois, cuidou para que o plástico que protegia as mudas não fosse deixado na área plantada, visto que o material é um dos principais poluentes nos dias atuais – em razão de sua degradação lenta. Da mesma
forma, copos d’água vazios foram colocados em recipientes para que sejam reciclados.

Roberto Silva, pai de um dos 300 estudantes que participaram do plantio, destacou a iniciativa por suas características. “Vemos muitos plantios, mas não nessa quantidade. As árvores frutíferas também são importantes, pois as novas gerações pouco conhecem a respeito delas”, afirmou.

“Voltaremos sempre para ver como está a árvore que ele plantou”, disse.

Saudações Frutificantes,

Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265

Scientia Agricola

FRUTIFICAÇÃO PÚBLICA
http://frutificacaopublica.blogspot.com/

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90161999000100032

Scientia Agricola
Print ISSN 0103-9016
Sci. agric. vol.56 n.1 Piracicaba 1999
doi: 10.1590/S0103-90161999000100032

NOTA

REDUÇÃO DA COPA DA MANGUEIRA

Salim Simão1; Luiz Eduardo Zamariolli2
1Depto. de Horticultura-ESALQ/USP, C.P. 9, CEP: 13418-900 - Piracicaba, SP.
2Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia - C.P. 72, CEP: 17580-000 - Pompéia, SP.

RESUMO: O porte da mangueira, atinge normalmente a altura de 10 a 12 m e um diâmetro de 7 a 10 ou mais metros, dificultando os tratos culturais, fitossanitários e a colheita. A redução da copa da mangueira à metade de suas dimensões, leva a uma maior densidade de plantas por hectare, maior facilidade de tratos culturais de colheita e da poda dos ramos atacados pela seca da mangueira. Como consequência a produtividade também é maior. Com essa finalidade é apresentada a presente nota.

Palavras-chave: mangueira, copa, manejo

Serrano Neves
www.serrano.neves.nom.br
EDUCAÇÃO SÓCIO-AMBIENTAL

Conscientização Social e Ecológica em Catanduva

“O importante é alertar a comunidade quanto à questão ambiental e social. Com a conscientização e participação da comunidade os problemas sociais e ecológicos serão minimizados”, alerta o tenente.

Polícia Ambiental distribui mudas hoje Dia da árvore será hoje comemorado com campanha de conscientização ecológica e social em Catanduva

"http://www.noticiadamanha.com.br/web/index.php?cmd=noticia&id=19674&sess=18"http://www.noticiadamanha.com.br/web/index.php?cmd=noticia&id=19674&sess=18

Saudações frutificantes,

Elson Silva, PhD
Av. Dr. Julio Soares de Arruda, 838
Parque São Quirino
13088-300 Campinas, SP, Brazil
Phone 55 *19 3256-7265